quinta-feira

Update!

Só para saberem que estou viva!

Uma semaninha de férias depois, o reumático já está quase curado, a cabeça já consegue pensar decentemente e o número de pirolitos engolidos no mar é já bastante respeitável!

Não há nada como uma boa semana de descanso... seguida de outra semana de descanso!

Até depois!!

;)

*
*

quarta-feira

Xau Aí Que Me Vou Embora!!

Depois de uma semana doida e de uma noite estranhíssima ( e não pelos motivos que vocês estão a pensar!) vou de furias!!

Vou pôr as mãozinhas de molho, para ver se o reumático passa!

E como já não consigo escrever muito mais, deixo-vos apenas um conselho para porem em prática na minha ausência ( e se for na minha presença, melhor ainda!!):





Xauzinho!! Volto daqui a 3 semanas!!

Beijinhos, abraços e mordidelas nos cachaços!!

*
*


PS: Andreia! Parece que saíste aqui de casa há meia hora e já são quase oito da manhã!!
Quem é que é forte, quem é! É Aninhas, tá claro!
Para ti, sai uma mordidela nesse cachaço moreninho!!

*
*

segunda-feira

Derrete na Boca e Não nas Páginas!


A ver se assim a coisa acaba de vez!!

*
*

Caliente!!

Já está tudo tratado!

Por enquanto pedi a imagem emprestada, mas daqui a pouco mais de duas semanas mostro-vos uma foto tirada por mim!!

Tá quase!

*
*

domingo

Há que pecar!

Não tarda nada estou assim (mas com menos pêlo!!)


Quando é que sei que estou a trabalhar de mais?!!

Quando dou por mim, num domingo, às 8 em ponto da manhã, com sete páginas já traduzidas!

Sim comecei a trabalhar às 6:47!!

É que até Deus Nosso Senhor (hã, como acordei católica hoje!!) descansou ao sétimo dia. Quais descanso quais carapuça! Há que pecar e trabalhar também ao domingo!

Se depois disto não mereço umas belas de umas férias, então é desta que me dá uma coisinha ruim!

Pelo menos a esta hora tá fresquinho!!

*
*

quinta-feira

Constatação

Imagem tirada da Net



Vejo-me grega, egípcia, curda, ou a nacionalidade que for, para dormir com este calor. (Até "versejei", continuo portanto uma poetisa extraordinaire !!)

Gosto do Verão, mas à noite podia ficar fresquinho. Há lá coisa melhor que dormir enroscadinha em lençóis de flanela, só com a ponta do nariz de fora e a sensação de que assim é que se está mesmo bem?

Como é possível que, numa noite que devia ter nada menos de oito horas, eu nem quatro consiga dormir?

Pois a questão mantém-se.

*
*

quarta-feira

Tio Sam my Ass...


Imagem tirada da Net



A mim enerva-me profundamente, deixa-me doida, mesmo a rebentar pelas costuras e prestes a berrar com alguém, o "factor carneiro".

O Factor Carneiro é aquele que nos faz andar atrás de alguém. Seguir as suas passadas. Estar atento a todos os seus movimentos.
Isto aplica-se a título individual (o que já me enerva bastante) e a título colectivo (o que me deixa ainda mais fora de mim).

Mas por que raio é que quando o Dow Jones ou o Nasdaq têm um dia mau, o mundo INTEIRO treme? Por que raio é que a crise do sector imobiliário americano tem de ditar a tendência para o resto do planeta? Porque é que os americanos metem o nariz em tudo o que é política externa? Quem é que os nomeou fiéis guardiães da paz mundial? (pfff!!) E da economia? (double pfff!)

Porque é que o nosso querido Psi20 se há-de preocupar se em Nova Iorque a bolsa fechou com uma descida de 1%?
Porque é que não ficamos aqui sossegadinhos, na nossa pequena e pacata individualidade, a tratar da nossa vidinha e a dar um pontapé no cu da (suposta) crise? (Que foi certamente "receitada" pelos americanos.)

Peço desculpa se algum entendido em economia (ou algum americano que leia português - impossible as it may seem!) estiver a ler estas considerações, que serão certamente heresias económicas puras.
E não se pense que tenho alguma coisa contra o povo americano. Embora em termos colectivos não os tenha na mais elevada conta (- Name a country whose name beggins wiht an U. - Hmmm... hmmm. Utah? - I rest my case!) tenho certeza que também há lá gente de jeito.

Podia até nomear meia dúzia de personalidades americanas que admiro, mas não me apetece andar a confirmar a correcta soletragem dos nomes!

Só me irrita verdadeiramente é que andemos todos a reboque dos States.

E já agora, o Sam não é meu tio! Nunca o vi mais gordo.

*
*

terça-feira

Nova Zelândia



Fotos obviamente tiradas da Net (com grande pena minha!)




A minha viagem de sonho é ir à Nova Zelândia.
É o país mais recente da Terra, a última massa de solo a ser descoberta, com apenas mil anos de ocupação humana.
Tem uma diversidade natural espantosa e invulgar e gente oriunda dos quatro cantos do mundo. E são só 4 milhões de habitantes, num país do tamanho do Japão!
Gostava de lá passar um mês para poder visitar as duas ilhas, para sentir o calor e o frio, para ver os vulcões, as praias de areia fina, os glaciares e fiordes, para saber como é viver nos antípodas.

Se um dia arranjar uns bons milhares de euros que não me sejam precisos (!!) e tiver um mês disponível, ganho coragem, faço a viagem de quase vinte e quatro horas e mergulho naquela cultura fabulosa. Depois, se gostar tanto quanto imagino, o pior vai ser vir para casa!

É daquelas coisas que gostava de fazer antes de ir desta para melhor!
E continuo a achar que um dia destes vai acontecer!

*
*

segunda-feira

Crónica de Um Dia Quase Perfeito

Ora bem!
As palavras seriam poucas para descrever como foi brilhante o dia em que decidi brindar o mundo com a minha presença! (Continuo um tanto convencida da minha espectacularidade e ouvi dizer que com a idade isto só tem tendência a piorar!)

O dia amanheceu solarengo e quente, apesar de as previsões meteorológicas apontarem para céu negro e possibilidade de trovoadas. Pois! Não há dúvidas!

Os brincos não davam margens para enganos! Foram quase "gamados" à Sandra e sim, são oitos!





O pequeno-almoço foi óptimo, no sítio perfeito, com a companhia ideal!





O almoço foi uma experiência nova! Interessante, com o melhor apple crumb que já comi. E o nome do restaurant tem tudo que ver comigo! (Só me fez um bocadinho de impressão uns nacos de tofu que andavam lá pelo meio da tarte de vegetais e que pareciam pedaços de miolos!...)





À noite, soprei de um só fôlego (e respectivos perdigotos, claro!) as minhas 35 velas! Sim, num brigadeiro de chocolate! Com direito a desejo de olhos fechados e tudo!




Foi um dia feliz, senti-me rodeada de mimo por todos os lados. Só não foi perfeito porque não tinha toda a gente comigo. Mas ainda assim valeu a pena!

E pronto, para o ano há mais. Agora vou descer à Terra...

*
*

sábado

8 do 8

Imagem tirada da net



TODAY'S MY BIRTHDAY!!

Hoje estou mais mimada que nunca, mais bonita que nunca, mas feliz que nunca!
Sou toda sorrisos e gargalhadas!
E não vale a pena dizer mais nada, que hoje é simplesmente o dia mais espectacular do ano!


8 do 8 ROCKS!!


*
*

sexta-feira

O Sol Quando Queima...

Imagem tirada da Net


Não É Para Todos...


Constatei ontem no gym que a delicada senhora que me disse isto, continua mais preta que o Michael Jackson, enquanto eu, com a minha semana no Algarve, já estou quase da cor do defunto monarca da pop.

Qual a ilação a retirar desta constatação?

Que o sol em Cuba queima mais que o do Algarve.
Mas também, disso já eu suspeitava!

E ao vê-la só me ocorreu uma palavra:

Bitch!!

(afterthought: havias de ter sido mordida por um mosquito que te provocasse uma cag@neira crónica!!)

Eu sei que às vezes sou muito má!
Mas sou feliz assim...

*
*

quarta-feira

Que Saudades...

Eu devo estar muito mal das hormonas*, quando me visto de propósito, atravesso uma via rápida onde os carros andam mais depressa que em muitas auto-estradas e vou a uma estação de serviço francamente fraquinha , só para comprar isto:






É que hoje, apetece-me Marylands com pepitas de chocolate e "tou querendo nem sabê"

São coisas!


* É tão prático culpar as hormonas por estes apetites idiotas!!


*
*

terça-feira

Quase... Ou de Como Este Dia Ainda Não É Meu!

Imagem tirada da Net


A minha irmã faz hoje anos!
Faz sete a menos que eu, é por isso uma catraia!
Desde que ela nasceu, eu, que sempre tive "contadores" decrescentes de tempo até ao meu dia de anos, comecei a encarar o aniversário dela como uma espécie de prólogo do meu próprio dia.
No meu profundo egoísmo, encaro sempre o dia 4 não apenas como o dia em que a minha canita nasceu, mas como a prova cabal de que estou quase, quase a ser o centro do mundo outra vez!

Acho que só as pessoas egocêntricas vivem o dia do aniversário como eu vivo! Penso em tudo e decido tudo, quase unilateralmente! O que vou vestir, o que vamos comer, o que vamos fazer, com quem, onde e como!

É portanto, um espectáculo!!
Embora o dia 4 também não seja mau, não senhora!

Feliz aniversário, mana!


E como a mana faz anos, fui comprar uma prendinha cá para casa! Um forno novo, que o anterior finou-se ao fim de dez fiéis e produtivos anos!! (E Tagarela, não, não comprei o Bosh, que toda a gente sabe que é bom, mas custava o dobro!!)



Mas também há prendinha para ti, mana!
Se pudesse dava-te isto:





O que eu gostava de ter o Rupert Penry-Jones como cunhado!!

*
*

segunda-feira

Dot The Is and Cross The Ts

Imagem tirada da Net




Esta coisa dos blogues e dos comentários é engraçada...
Ainda no outro dia me perguntavam por que razão não comentava mais e há algum tempo pediram-me satisfações por não verem os comentários enviados devidamente publicados...

Ora vamos lá a ver se a gente se entende.

Ponto número 1:

Eu vou lendo os cantinhos que mais me chamam a atenção (que são aqueles ali do lado direito) e quando tenho tempo, faço breves incursões por cantinhos desconhecidos.
Quando acho que alguma coisa merece mesmo as minhas palavras comento. Quando acho que não é esse o caso, é muito simples... não comento.
(Peço desculpa, mas eu hoje acordei assim, a valorizar muito as minhas palavras, ou por outras palavras, uma arrogante de m€rda.)

Por outro lado, gosto de comentar nem que seja textos simples, quando sinto alguma afinidade especial com o autor, mas nem assim faço da bela arte de mandar postas de pescada uma regra.

É isto que espero dos meus (três - atenção ao upgrade, há pouco tempo eram só dois!) leitores! Uma sinceridade intelectual a toda a prova.


Ponto número 2:

Ao contrário do que possa parecer, publico quase todos os comentários que recebo.
Quase... porque estabeleci algumas excepções.

a) Não gosto de publicar publicidade. Quando quiser visitar determinado blogue, vou lá de livre e espontânea vontade, não porque alguém andou a "plantar" links na caixa de comentários.

b) Chamem-me fascista, mas não dou tempo de antena a pessoas que me deixam comentários a dizer que estou errada e que devia "repensar a sua maneira de pensar porque seria certamente mais feliz" (happy now?)

WTF??
Então e desde quando é que para ser "mais feliz" a minha maneira de pensar tem de coincidir com a maneira de pensar de A ou B? E quem é este (ou esta) doutorada em felicidade para me dizer a mim que podia ser mais ou menos feliz?

E já que estamos nisto, é impressão minha ou o blogue é meu? Não será legítimo que registe nele aquilo que me apetecer pensar? Quem não quiser ler não lê; que não ando aqui a obrigar ninguém, nem a deixar links para me virem visitar.

E só mais uma sugestãozinha de nada:
Quando se dá palpites sobre a vida e personalidade das pessoas, é de bom tom assumir a sua própria identidade, não vá o visado pensar que está a ser criticado por um "Anónimo" qualquer.
Assim, sempre dá ao comentado a oportunidade de conhecer melhor tamanho ícone da moral e bons costumes.

(Pausa para respirar e contar até 10)

Ainda ponderei fazer este texto ou não, porque de certa forma é contraproducente.
Afirmo que não quero dar tempo de antena a gente intrometida, mas acabei de o fazer.
Porque fico furiosa. E na impossibilidade de mandar dois berros ao insistente especialista, não me resta outra alternativa senão fazer-lhe a vontade, para ver se desencana.

Por isso, espero que esteja contente! Estou cá para isto mesmo, para realizar sonhos!


E podem continuar a comentar à vontade, porque neste canto esquizofrénico censura!
E quem não gostar só tem dois trabalhos, vir e ir embora.

Com os cumprimentos da gerência


*
*

Pretty Woman!

Imagem tirada da Net



E pronto... (sempre sonhei começar um texto com estas palavras!!)

Assim começa uma semana em que vou trabalhar como se não houvesse amanhã.
Este livro é leve como uma pena - não, não é candidato a Nobel, mas não deixa de ser trabalho e sabe bem fazer uma coisa mais descontraída e light!

Só vou descansar no fim-de-semana - que se espera completamente espectacular, já que sábado é O dia!!

Até lá... I'll be working my ass off!

*
*