quarta-feira

Oh Não!



Esta coisa de estar a traduzir um livro de bolos pode vir a ser altamente contra-producente para mim.
Ora, se inicialmente só faltava babar-me para cima do teclado perante tamanhas delícias, imaginando que ia fazer cada uma das receitas e lambuzar-me com os recheios e as caldas, começo agora a sentir um certo fastio... Já me ponho a olhar para as listas de ingredientes com algum enjoo, enquanto penso: Oh não, mais manteiga? O quê? 3 tipos de açúcar num bolo só?! Cristo, que fico diabética só de olhar!

Para uma pessoa como eu, que se pudesse vivia exclusivamente de doces (e queijos, vá), sentir este enjoo é completamente assustador e frustrante.
Quando poderei eu voltar a olhar com ânsias para um belo cupcake, uma fatia de red velvet ou um palmier coberto da Lucha, sem pensar em quanto açúcar e manteiga aquilo levou?...
Fica a questão!!

*
*

segunda-feira

Lógica do Queijo!!



*
Acabei de ver num programa de culinária uma calinada descomunal de tradução!
Ao falar de queijos, o senhor queijeiro aconselhava as pessoas a não deitarem as cascas dos queijos fora, porque têm mais sabor que o próprio miolo do queijo. E dizia: Don't waste it, put it in your stocks, in your risottos, or even in cheese sauces.
O que apareceu na legenda?! O que se vê na imagem!!
Quem é que acha lógico colocar casca de queijo nas meias??
A sério?!

*
*

domingo

FDP Sem Nome



Quem ateia fogos, seja para limpar matas, para comprar madeira mais barata ou simplesmente para "ver arder", devia começar a morrer aos bocadinhos por dentro.
Primeiro derretiam os órgãos menos importantes, a bílis, a vesícula, um rim; depois passava à bexiga, ao intestino, ao estômago; depois, devagar, muito devagar, o outro rim, um pulmão... Importante era que fosse bem lento, sempre com a consciência em alerta e o coração a bombar.
Por fim, levava-se estes fdp e colocavam-se no meio de uma clareira em chamas até cheirar a porco queimado (que só não é o que estes animais são porque os porcos são queridos e não fazem mal a ninguém).
Quem sabe, daqui a três ou quatro anos, se acabasse com esta merda.
Agora, quando se identificam os criminosos, são obrigados a apresentar-se na esquadra mais próxima todas as semanas. Uiiii, que medo! Aposto que isso os vai desencorajar quando voltarem a passar por um pinhal ou mata bem verdinhos...

*
*

Pssst: E uma palavra de gratidão e verdadeira admiração pelo que os bombeiros voluntários fazem pelo verde de todos nós. Deviam ser recompensados de outra forma. Alias, num país que todos os anos sofre com esta tragédia, não faz sentido a maior parte dos bombeiros serem voluntários, deviam ser todos sapadores, receber pelo trabalho heróico que fazem e ter uma possibilidade de carreira. Obrigada!

*
*

quarta-feira

Oh Happy Days!!



Só boas notícias!
Vou fazer mais um livro de um autor que adoro!
Eu sabia que, concentrando-me a valer, eles começavam a chegar!

Oh happy days, oh happy dayyyyys !

*
*

Artigoless



Porque é que algumas pessoas falam de outras pessoas sem o artigo possessivo?
Passo e explicar: está uma senhora na tv a dizer:- a mãe é uma mulher cheia de força, cheia de vida. A mãe nunca pede nada a ningúem. Tenho a certeza que a mãe vai adorar!

Ora vamos lá a ver, ninguém conhece A Mãe! A mãe é dela, que isto das mães é como as opiniões, cada um tem a sua.
Então, que raio de moda é esta de não incluir o artigo?
Eu só falo da mãe, do pai ou do gato com os meus irmãos, porque nos são comuns!
Dá um ar tão pedante estar a falar como se toda a gente conhecesse A Mãe e se estivesse a marimbar para o que A Mãe faz.

Agora vou aspirar, que Os Tios estão quase a chegar!!

*
*

terça-feira

Um Dia

Vocês ouçam bem o que vos digo:
Um dia, daqui a muito tempo, quando os meus felinos forem para o Paraíso dos Gatinhos, vou ter um Yorkie destes! Ou como carinhosamente lhes chamo, um cãozinho de bolso!
E depois faço-lhe um rabicho no cocuruto da cabeça e tudo!
Não sei como vou convencer o Nuno, mas alguma coisa me há-de ocorrer!
Eu VOU ter um cãozinho destes!!

sexta-feira

Eu é Mais Bolos!

Pinterest - por enquanto!


Só para dizer que estou a traduzir um livro de bolos.
E que isto me faz muito mal!!
Ontem já fiz um bolo de mirtilos (que vai a meio) e estou para aqui cheia de ideias sobre o que me apetece fazer a seguir.
Gostava tanto de não ser absolutamente viciada em açúcar!
sigh...

*
*

Oh Lai Oh Lariló Lela e o Outro Que Sente o Amor No Seu Coração...






Eu vivo no Minho. Mais concretamente em Braga, numa freguesia chamada Nogueira, que tem o Grupo Folclórico de São João Baptista de Nogueira...


Ora, este afamado Grupo Folclórico é anfitrião, todos os anos em Julho, de um belo festival de Folclore, festival esse que dura um fim de semana inteirinho. Quando não passa músiquinhas de senhoras de bigode a cantar à desgarrada, passa música pimba e uma Lambada estranha cantada em português de Portugal! Um degredo para os meus ouvidos habituados a outras notas!


É este fim de semana.


Ainda é sexta-feira, pouco mais de meio-dia e meio, e eu não sei se corte os pulsos ou me atire da varanda...



*


*






psst! - Acho bem que se mantenham as tradições, principalmente numa altura em que parece que andamos todos perdidos; acho importante que continuem a existir este tipo de grupos e associações que aproximam as pessoas das terras; gosto de sentir que vivo num local dinãmico e cheio de vida... só não gosto é da música e dos décibeis!...




quinta-feira

Mudam-se os Tempos...





As marcas brancas não existem só nos artigos de supermercado, no combustível ou nas peças para automóveis. Agora, também existem no mundo editorial. Estou a trabalhar com uma empresa que funciona como uma espécie de "operária" de outra maior (com quem também já trabalhei), mas que paga um bom pedaço a menos.


E o que posso fazer?


*


*

quarta-feira

Buááááá!






O apartamento em frente ao meu é alugado e desde que aqui vivemos (há nove anos) já lá estiveram uns vinte arrendatários. Nunca vi uma casa com uma rotação destas!Agora vivem aqui uns senhores que têm na porta uma placa que diz: Cristo é o Caminho.

E eu gostava que eles falassem lá com o Cristo deles e metessem uma cunha para aquele pobre bebé parar de chorar e gritar como chora, e grita. Não sei se o bebé é grande ou pequeno, sei que alguma coisa não deve estar muito bem, porque grita como se o estivessem a esganar TODO O DIA. A sério, deve ser aflitivo ter assim uma criança. De tal forma que de vez em quando ouço a mãe a gritar com ele também...

Já estive para ir lá perguntar se precisa de ajuda, se posso fazer alguma coisa. Mas a verdade é que não os conheço de lado nenhum, não percebo muito de bebés que choram e a bem dizer, daqui a dois ou três meses eles vão-se embora...





*


*

segunda-feira

In Your Eyes



Nunca fui muito de ter ídolos, mas há pessoas que admiro, seja pelo seu talento, pela maneira como escolhem viver ou pela coragem que têm.
No que diz respeito à musica, há um artista que ouço há mais tempo do que qualquer outro, sei as músicas de cor e salteado, tenho DVDs de concertos ao vivo e além de adorar a música dele, respeito muito as lutas que escolhe travar, as causas humanitárias em que se empenha.
Fui vê-lo este fim-de-semana no Super Bock Super Rock e estou convencida que vivi um momento mágico que vai ficar guardado para sempre num cantinho do meu coração. Sempre quis ir ver Peter Gabriel, deixei-o escapar há uns anos no Rock in Rio, mas desta vez estive lá!
Por um momento, olhei para ele, para aqueles olhos que continuam azuis e jovens num rosto envelhecido e não tive certeza se estava acordada.
Amei todas as músicas, e também vi a thousand churches nos olhos dele!





*
*

sexta-feira

Perspectivas

Pinterest


Depois da minha mais recente incursão pelos saldos, tinha para aqui preparado um belo discurso sobre como não é preciso gastar muito dinheiro para se andar bem vestido. Comprando nas grandes lojas, principalmente nestas alturas de promoções, conseguem arranjar-se roupas giras por pouco dinheiro. Depois é uma questão de combinar a nosso gosto, pôr um lenço, um colar, misturar padrões, enfim, mudar um pouco para não andarmos todas vestidas de igual.
Mas entretanto, olhando bem em redor, constato que uns não têm emprego; outros já andam a poupar para comprar os livros dos filhos para o próximo ano lectivo; outros ainda debatem-se com o dinheiro que não chega para pagar as contas todas... E as minhas compras, tão frugais e sensatas, passaram a parecer-me absolutamente ridículas.
Um casaquito de malha só custa 12.90€??
No Continente, por exemplo, 12.90€ chegam para comprar seis pães, seis litros de leite, quatro iogurtes, um pacote de bolachas, dois frangos, um pacote de massa e outro de arroz...

Fiquei sem palavras.

*
*

quinta-feira

Concentra-te, pá!

Pinterest


Acho que tenho um (??) probleminha de concentração.
Seja o que for, trabalhar, cozinhar, limpar, ler, navegar na net, nunca consigo fazer UMA única coisa do princípio ao fim sem intercalar com outra coisa.
Agora, por exemplo, estou aqui a escrever e tenho seis cadeiras para arrumar na sala (já desmontei o pé da mesa), roupa meio apanhada (metade já está no cesto), uns sacos para arrumar, a página da CP aberta para pesquisar comboios que me levem ao SBSR, um livro aberto em cima do sofá e mais sei lá o quê.
Parece que tenho tanta coisa na cabeça que não sou capaz de me ocupar com uma de cada vez; vem tudo à molhada.
É menos monótono, verdade, mas também é muito mais confuso!
Quanto apostamos que chego ao fim do dia com metade das coisas inacabadas?!


*
*