terça-feira

Eu amo-me, eu adoro-me, não posso viver sem mim - ou uma ode ao amor prórpio!


Yesssss! Don't have this problem anymore since NASA has a gym onsite but back when I workout at 24 hr fitness... good grief! -.-:


Quase todas as salas do ginásio onde treino têm paredes de espelhos, como aliás acho que são capazes de ter todos os ginásios, uma vez que é útil olhar para o espelho e observar/retificar a postura enquanto se faz exercício. Muitas lesões surgem precisamente devido a posturas incorretas e parece-me lindamente que a malta avalie a curvatura da lombar e se os joelhos estão ou não a 90 graus!
Nas aulas de Body Balance, o espelho é útil por estes motivos também, além de que ajuda ao equilíbrio, essa parte fundamental quando se tem dois dedos e pouco mais assentes no chão!
Numa das aulas de Balance que fiz na semana passada não pude deixar de observar uma miúda que estava ao meu lado, porque passou a aula toda a admirar-se, a virar a cabeça para ver o perfil, a consertar o cabelo, a puxar a alça do top mais para cima ou mais para baixo, a virar a anca para olhar para o rabo, a espreitar para todos os ângulos e cantos e a borrifar-se para a curvatura dos ombros, para o ângulo das pernas ou se estava ou não com o pescoço em tensão!
(Eu própria quase fiquei com um torcicolo só de olhar para ela!)
Qual alinhamento de postura, qual carapuça, importa é saber que lado a favorece ou se na próxima selfie que tirar com um sorriso - absolutamente genuíno - nos lábios o melhor será virar o rosto para o outro lado. E fazer beicinho.
Ou empinar o rabo. 
Ou levantar os braços para as mamas parecerem maiores e mais juntinhas. 
Ou todas as anteriores!

Há quem lhe chame narcisismo, eu cá chamo-lhe amor próprio, daquele que vem anunciado tantas vezes nas frases inspiradoras.
Ame-se, mime-se, adore-se.

Ou então vaidade, também pode ser só vaidade.


*
*

Sem comentários: